até que um choque asteróide

...abrevie a humana demência
https://solstag.blogspot.com/
 

A heart not mine


I left myself behind
To find me a new home
Inside a heart not mine
Praying I'm not alone

I lost my soul to you
And everyday I smear
The sweat out of my pores
From the loneliness I fear

The promises you've made
Cannot be broken now
You have to take me whole
Or I will be lost in all

Help me! Help me!
I am such a fragile beast
I have nothing else to me
But the love in which I feast.



Reflexos:
Por favor! Eu PRECISO saber quem é o autor desse poema. Vi-o na Wikipedia e me apaixonei por esses versos. Mas lá não consta o autor. Se são seus, pessoa dona do blog, meus parabéns: você traduziu mais do que seus próprios sentimentos. Se não forem seus, por favor, diga-me de quem são.
Grata!

 
Ni!

Oi Mila,

Imagino que você refere-se à Sexta Poética, também uma wiki, mas não a mesma Wikipédia.

http://sextapoetica.com.br/

O poema pertence ao mundo, mas por acaso e alguma dedicação chegou a ele por mim, que ainda escrevo este blog, mas ultimamente tenho preferido publicar poesia na dita wiki.

Gostei da tua forma de expressar... isso de traduzir no texto mais que um próprio sentimento. É, como sugeria fernando pessoa, o modo com que giram as calhas de roda, fazendo de um só poema muitos poetas.

Gratidão mútua!
.~´

 
Postar um comentário

<< Home

Museu de Grandes Novidades

Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Julho 2006   Maio 2007   Junho 2007   Agosto 2007   Outubro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Maio 2008   Junho 2008   Outubro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Abril 2009   Julho 2009   Outubro 2009   Dezembro 2009   Fevereiro 2010   Setembro 2010   Janeiro 2011   Abril 2011   Julho 2011   Agosto 2011   Outubro 2011   Fevereiro 2012   Abril 2012   Setembro 2012   Novembro 2012   Fevereiro 2013   Maio 2013   Março 2015   Setembro 2015   Dezembro 2015  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?