até que um choque asteróide

...abrevie a humana demência
https://solstag.blogspot.com/
 

Amar é...


Amor é... a extinção da solidão, o encontro de dois silêncios que desperta o coração

O amor de encontrar-se, conflitar-se e fundir-se em todas as formas vividas, do cuidar das unhas e do sono, dos trabalhos que nos suprem e dos serviços que prestamos ao mundo, do nutrir, das emoções e toques partilhados profundamente até a imersão convoluta na filosofia

É desse amor que eu sinto falta, talvez sem tê-lo vivido

Pois que para além do silêncio do meu coração
Encontrei novamente um silêncio no mundo
Mas somente nele, e é só o que pude amar

E se de tão menor parece o amor quanto maior o objeto amado
Será mais fácil amar o mundo inteiro do que amar alguém?

Saí caminhando em busca de respostas...

Plantei uma árvore da vida para sonhar com o sonhador
Com os pés sobre a terra perdida estiveram comigo o rebanho e o pastor
Somei o três que é um ao dois que é um e é nenhum
Contemplando o que a força do vento e do pensamento tem em comum

Encontrando os sentidos das vidas na escolha e não no destino
Naveguei a memória do tempo, o esquecimento e seu mar proibido
Dancei com o grande palhaço do circo-navegador
Voando livre no espaço orbitando estrelas que lhe dão amor

Esse palhaço ia, dizendo às mulheres que via...

O homem que te ama
Não vai exigir o seu amor
Nem implorar por ele

O homem que te ama
Te quer mais livre do que dele

O homem que te ama
Vai apenas pedir
Que observe seus sentimentos

E se bem sentir
Que na sua liberdade
Se prenda a ele

~~

O que se dá por ausente sem antes estar presente não se explica em uma vida
Que espera das palavras de um poema?



Reflexos:






(:

 
bonito, o amor, tão contrário e ainda és.


mas já descobriu meu blog novo? hahah que rapido.
beijosxau.

 
Grazie g. e g.! :D

Queria perdir que lessem novamente este poema, acabei de ajustar alguns versos para dar cola.

Eu publiquei-o prematuro pra ver se me ajudava vir as palavras. Acho que agora consegui fazer ele fluir como queria! =D

Beijos,

~Ni!~

 
eu de vez em quando dou um pulinho aqui pra buscar uma luz.

adorei esse seu texto, precisava ler algo assim, obrigada.

queria te mostrar um poema que eu amo, quero tatuar um dos versos deste poema:

Fire

O Marvel! a garden amidst the flames.
My heart has become capable of every form:
it is a pasture for gazelles and a convent for Christian monks,
and a temple for idols and the pilgrim’s Kaa’ba,
and the tables of the Torah and the book of the Quran.
I follow the religion of Love: whatever way Love’s camels take,
that is my religion and my faith.


Muhyiddin Ibn ‘Arabi

 
Postar um comentário

<< Home

Museu de Grandes Novidades

Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Julho 2006   Maio 2007   Junho 2007   Agosto 2007   Outubro 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Maio 2008   Junho 2008   Outubro 2008   Janeiro 2009   Fevereiro 2009   Abril 2009   Julho 2009   Outubro 2009   Dezembro 2009   Fevereiro 2010   Setembro 2010   Janeiro 2011   Abril 2011   Julho 2011   Agosto 2011   Outubro 2011   Fevereiro 2012   Abril 2012   Setembro 2012   Novembro 2012   Fevereiro 2013   Maio 2013   Março 2015   Setembro 2015   Dezembro 2015  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?